Suitability: Identificando seu perfil de investidor

O que é o suitability e como ele identifica o seu perfil de investidor?

É muito provável que você já tenha preenchido um formulário de alguma instituição financeira com perguntas sobre a finalidade dos seus investimentos, a sua tolerância à riscos e também sobre a sua atual situação financeira e o seu nível de conhecimento em relação ao tema investimentos. Esses dados são utilizados para uma análise que nada mais é que o processo de Suitability, termo que pode ser traduzido para o português como cabimento ou adequação.

Por que precisamos de um perfil de investidor para começar a investir?

Através da Suitability, ou API (Análise de Perfil do Investidor), é definido qual o seu perfil de investimentos. Essa é uma etapa obrigatória pela instrução 539 da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e faz parte do Código de Melhores Práticas para Fundos de Investimentos da ANBIMA. O objetivo dessa análise é permitir que sejam apresentados investimentos com características aderentes ao perfil e à realidade de cada consumidor. O investidor pode ser classificado como:

Perfil conservador:

Não aceita assumir nenhum tipo de risco. Em geral busca os investimentos de renda fixa.

Perfil Moderado:

Aceita algum risco em busca de uma rentabilidade melhor, mas ainda se preocupa com a segurança de seu patrimônio. Investe tanto em renda fixa, como em renda variável.

Perfil agressivo ou arrojado:

Busca uma rentabilidade alta, independente do risco. Aceita perder parte do patrimônio e foca seus investimentos em renda variável.

Atualização periódica
A atualização do perfil de investidor deve ser feita no máximo a cada 24 meses, mas pode ser alterado quando necessário, pois é comum os investidores mudarem de perfil conforme obtêm mais experiencia.

Autora voluntária Bem Gasto: Luciana Kimura é engenheira e adora viajar

Newsletter Updates

Enter your email address below to subscribe to our newsletter

Deixar uma resposta